­

A mídia tem nos mostrado a possibilidade de enfrentarmos um ano difícil em 2016, principalmente com relação à nossa economia.

Está chegando mais um natal! Apesar da vibração natalina ter se perdido ao longo dos anos, creio eu que por causa do aumento da iniquidade no mundo, ainda temos dentro de nossos corações uma pequena chama que nos faz voltar no tempo espiritual divino, ao tempo de Belém, onde uma pequena criança nascia para ser o Salvador dos homens.

O Batismo e a Ceia do Senhor são duas ordenanças que Jesus nos deixou para que observássemos e em obediência praticássemos.

Pérgamo, na sua época, foi considerada uma cidade de grande idolatria, pois era entregue a ritos licenciosos de adoração a Esculápius (deus da medicina e da cura), a quem eles adoravam na forma de uma serpente viva, a qual habitava e se alimentava no templo.

A cidade de Esmirna foi fundada por volta do ano 3 a.C., por Alexandre Magno.

Éfeso foi uma das cidades mais importantes do mundo pagão e posteriormente do mundo cristão, atrás apenas de Atenas e Jerusalém.

A apatia espiritual é um dos grandes males que podemos enfrentar quando levamos uma vida centrada nas coisas materiais e na autossuficiência financeira.

O culto a Deus ou culto ao SENHOR, está presente em toda a Bíblia, afinal fomos escolhidos antes da fundação do mundo para esse propósito (Efésios 1.4-6). O culto ao SENHOR tem como propósito principal a adoração a YAVÉ, e este deve ser realizado com entendimento e de forma racional (Romanos 12.1).

“Regozijai-vos sempre no senhor; outra vez digo: regozijai-vos” Fp 4.4. Vamos nos alegrar, pois há muitos motivos para isso.

“Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; [...]” (Colossenses 3.1-2).

Bem que eu poderia confiar também na carne. Se qualquer outro pensa que pode confiar na carne, eu ainda mais: circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu, quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei, irrepreensível” (Filipenses 3.4-6).

“Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. ” (Mc 16:15).  A primeira vista estaria alguns pensariam que estaria Jesus dizendo para sair e ir a outros povos para pregar o evangelho. Talvez por esta compreensão nasceu o conceito antigo de missões mundiais.

O autor da carta aos Hebreus, após relacionar, no capítulo onze, um grande grupo de homens e mulheres que perseveraram na fé e correram com maestria a carreira que naquela ocasião foi proposta individualmente a cada um deles, aproveita no capítulo doze, para nos mostrar que cada um de nós também tem uma carreira a ser seguida.

Já há alguns anos Deus tem falado à nossa igreja de forma muito clara sobre a sua obra nestes últimos dias em sua igreja em todo o mundo.

“Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha.” (1 Coríntios 11.26).

­