­

“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”. (Hebreus 4.12)

Você pode perguntar a quem desejar e esta pessoa lhe dirá que 2016 foi ano muito difícil. E foi mesmo! Porém, eu lhe pergunto: você foi abençoado por Deus? Creio que a resposta seria sim. Realmente o ano de 2016 foi muito abençoado por Deus. Em todos os sentidos. Entretanto, creio que o ano de 2017 será mais abençoado ainda.

Bilhões de pessoas em todo mundo celebram hoje o aniversário de Jesus Cristo. A verdade, entretanto, é que ele não nasceu num dia 25 de dezembro. 

Existem pastores e até ministérios que pregam contra a celebração do Natal. Não é meu intento aqui ser apologético acerca do assunto. É verdade que a Bíblia não nos manda celebrar o natal de Jesus. Porém, também é verdade que ela não proíbe fazê-lo.

Hoje, segundo domingo de dezembro, comemoramos o dia da Bíblia; e é importante falarmos algo a respeito desse maravilhoso Livro.

A Ceia do Senhor aponta para o passado, expresso nas palavras de Jesus na frase: “fazei isto em memória de mim” (1 Coríntios 11.24c).

“Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. (João 10:10b)

Como é maravilhosa esta afirmativa de Cristo! Ele veio para que todos os que creem Nele tenham vida, e vida em abundância.

A palavra vida pode ser entendida de duas formas: A primeira refere-se à simplesmente estar vivo.

Antes de responder à pergunta tema desta pastoral, vamos definir primeiro o que é discipulado.

Keith Phillips em seu livro “A Formação de um Discípulo”, pág.16, escreve:

“O discipulado cristão é um relacionamento de mestre e aluno, baseado no modelo de Cristo e seus discípulos, no qual o mestre reproduz tão bem no aluno a plenitude da vida que tem em Cristo, que o aluno é capaz de treinar outros para ensinarem outros.”

Segundo o Dr. Augusto Cury psiquiatra, pesquisador e escritor, a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA) é o mal do século. Numa de suas entrevistas ele aponta as principais causas e os principais sintomas dessa síndrome:

Bíblia é rica em versículos que respondem à pergunta acima. Vamos analisar alguns:

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão. Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar: Eu e o Pai somos um”. (João 10. 27-30)

Quando analisamos o nascimento de Jesus Cristo verificamos que não foi um nascimento comum. Veja: “Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: estando Maria, sua mãe, desposada com José, sem que tivessem antes coabitado, achou-se grávida pelo Espírito Santo” (Mateus 1.18).

Fica evidente que Jesus teve um nascimento único na face da Terra. Nenhum outro ser humano foi gerado dessa forma. Isso atesta que Jesus já existia antes de ser gerado em Maria. Ele foi gerado pelo Espírito Santo e não por uma concepção sexual entre macho e fêmea.
Na concepção sexual recebe-se o espírito humano decaído pelo pecado. Na geração de Jesus Ele recebeu um espírito humano (semelhança de homem), mas tinha em Si o Espírito de Seu Pai. Ele era o Emanuel - “Deus conosco” - pela presença gloriosa do Espírito Santo em Seu coração.

No texto de Isaías Capítulo 50, versos de 4 a 8, vemos o escritor bíblico trazendo a profecia sobre Aquele que além de trazer a salvação, nos trouxe também o exemplo de como sermos vitoriosos.

No verso quatro, ele fala sobre a necessidade da língua instruída. Jesus tinha a língua instruída pelo Pai. Ele não usava a linguagem da terra, mas sim a do céu, linguagem Divina, de Deus.

O Espírito Santo não é uma energia de Deus ou uma força cósmica como muitos querem definir. Da mesma forma que a Bíblia nos leva a crer na divindade do Filho, ela nos possibilita a crer na divindade do Espírito Santo.

A Bíblia afirma que Deus é Espírito. Em Gênesis 1.2 temos: “A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. ” Podemos ver claramente a participação do Espírito de Deus na criação da Terra.

A palavra redenção refere-se ao ato legal de adquirir alguém como propriedade. Refere-se ainda ao ato de libertação e livramento; resgate; ato ou efeito de redimir.

“Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”. (Mateus 5.7)

­